sábado, outubro 20, 2012

Fico triste ao ler as notícias de Portugal e ver que o retorno vai demorar. Esta crise que ultrapassamos nao esta com perspectivas de melhora.
O que eu tenho a dizer é emigrem, é difícil, nao e uma decisão facil mas neste momento e a decisão mais acertada.
Eu tenho um contrato indeterminado, tenho direito a subsídios duas vezes por ano (ou prima como eles chamam), trabalho 151 horas por mês, tenho direito a férias. Conheço outra cultura, outra língua, outros costumes. Cresci como pessoa. Tenho o meu dinheiro, a minha independência.  Tenho momentos de tristeza mas também tenho alguns que me mostram que tomei a decisão acertada.

Eles procuram-nos, eles tem ofertas, eles nao são exploradores. Aqui nao há recibos verdes ou 300 horas por mês. Aqui, independentemente de todos os pos / contras, conclui-se que vale a pena.

quarta-feira, outubro 17, 2012

Pequenas coisas...

Gosto desta chegada do frio, gosto de ver a agressividade do vento nas arvores, a alteração das cores. O tom castanho e a chuva a molhar tudo e todos sem, grande parte das vezes, dar sinal da sua chegada.

Gosto de chegar a casa depois de um dia de trabalho, tomar um banho e ficar com os pés todos vermelhos e as veias super dilatadas. Estar em casa a ver tv, ainda que canais franceses, sem a preocupação de ter coisas para fazer.

Gosto de falar com os meus pais, mesmo quando a net nao esta na sua melhor forma, a imagem para, as faces ficam tão engraçadas. Gosto de ver o meu cão a correr pelo jardim e a ladrar em direcção ao computador, nao por reconhecer a minha voz mas sim por morrer de medo daquele quadradinho esquisito que solta a minha voz e lá no fundo ele nao percebe porquê.

Gosto de abrir a minha carteira e dum momento para o outro encontrar rebuçados ou chocolates esquecidos.

Gosto da tranquilidade de um abraço e da forca dum carinho.

Gosto de ouvir musicas que me conduzem para a recordação. Gosto das citações do Paulo Coelho.

Gosto de pensar que tenho mais duas semanas pela frente e puffff, Portugal.